Anúncios


O empréstimo pessoal é uma linha de crédito para pessoa física.

Anúncios


Para requisitar um empréstimo social, você pode ir a uma agência bancária ou requisitar também pela internet.

Nos dois casos, a instituição financeira lhe empresta um valor por tempo determinado.

É preciso fazer um contrato, determinando o prazo para o pagamento, o valor das parcelas e os juros que serão cobrados.

Anúncios


Não é preciso justificar a razão em pedir um empréstimo pessoal.

Basta solicitar e pronto. Você pode usá-lo da forma que achar melhor.

Anúncios


Embora haja certa facilidade na contratação de um empréstimo, é preciso ter consciência e parcimônia.

O valor solicitado deve ser pago à instituição financeira em um período específico, com juros, por meio de pagamento de parcelas conforme contrato.

Anúncios


Pode parecer muito fácil pedir um empréstimo pessoal, uma vez que é uma solução rápida e fácil de fazer.

Todavia, é preciso estar atento para lá da facilidade.

Antes de qualquer coisa, antes de solicitar um empréstimo pessoal, é preciso fazer um planejamento financeiro muito bem feito, especialmente, se você pretende fazer um empréstimo para se livrar de uma dívida, por exemplo.

Nesse sentido, é bom prestar atenção a alguns pontos antes de solicitar um empréstimo pessoal.

 Veja só:

Apesar de você não precisar se justificar à instituição financeira a razão do pedido, é preciso que você responda a você mesmo qual é o destino do empréstimo, para que você precisa e por que você precisa.

Anúncios


Ao definir a finalidade, você não somente vai saber onde e para que usar o empréstimo.

Com o empréstimo acontece o seguinte: você recebe o valor total de uma vez, contudo, mensalmente você terá de pagá-lo.

Ou seja, parte da sua renda ficará comprometida com esse pagamento.

Por isso, na hora de decidir pelo valor, saiba também o valor e em quantas parcelas o empréstimo será feito.

Se você definir direitinho quanto você poderá pagar por mês, certamente as parcelas não vão causar impacto na sua vida financeira.

É bom também pagar o maior valor possível por mês.

Isso reduz o tempo de empréstimo e, consequentemente, a taxa de juros.

O empréstimo pessoal on-line é muito simples de ser feito.

Geralmente o seu próprio banco pode conceder a você.

Contudo, o banco irá fazer uma análise de risco de crédito, com aplicação de juros.

Todo o procedimento é realizado pela internet, aplicativo ou site.

O único cuidado deve ser com a taxa de juros, pois, dependendo da instituição financeira, pode varias bastante.

É possível também fazer o empréstimo por meio de agências bancárias físicas ou outras instituições financeiras especializadas.

Basta apenas você se dirigir à agência com todos os documentos em mãos e conversar com o gerente, solicitando-o o empréstimo.

É comum os bancos e as instituições financeiras pedirem documentos que comprovem sua identidade, bem como sua renda e se você possui endereço fixo.

Por isso, você deve ter em mãos:

  • RG, CPF ou Carteira de Habilitação,
  • Comprovante de renda, como, por exemplo, contracheque, extratos bancários dos últimos três meses ou declaração do Imposto de Renda, caso seja autônomo,
  • Comprovante de residência, que pode ser comprovado com uma conta de água, luz, telefone, contrato de locação etc, que deve estar em seu nome,

Além disso, algumas instituições podem solicitar que você acesse o site ou o aplicativo e repasse algumas informações referentes a seu trabalho e rendimentos.

Podem pedir também que você envie uma selfie, segurando o documento de identificação.

Isso acontece por segurança.

Mas, atenção, certifique-se de que você está realmente em um site ou app ou qualquer canal oficial da instituição financeira/banco.

Depois disso, as empresas traçam um perfil e decidem pela liberação ou não do dinheiro.

Depois de sua solicitação de empréstimos, você deve esperar, porque o empréstimo pessoal possui prazos específicos.

Do início da solicitação até o depósito do valor na sua conta, existe um prazo.

Daí ser importante você entender como funciona todas as etapas de crédito.

Outra coisa: os prazos também variam, de acordo com o tipo, o valor e a política da instituição financeira.

Nesse sentido, é a análise de crédito a etapa mais demorado de todo o procedimento.

Embora você faça um empréstimo sem garantia, não quer dizer que não haverá consulta e análise de crédito.

Ainda que você não apresente garantias e não consiga comprovar renda, sua vida financeira será avaliada em uma análise de risco de crédito sempre que um empréstimo é solicitado, de maneira que a consulta existe.   

Afinal, é por meio desse tipo de levantamento que as instituições financeiras podem decidir pela solicitação ou não.

Assim sendo, o empréstimo sem garantia é um tipo de crédito concedido, ainda que você não deixam um bem, que pode ser automóvel, imóvel, FGTS e até mesmo o salário, como garantia do pagamento das parcelas. 

Em razão do risco, os juros são elevados.

É um tipo de empréstimo no qual você deixa seu bem alienado à instituição financeira, por exemplo, seu carro, que fica “transferido em confiança” ao credor, mas o usufruto é seu.

Ou seja, você pode continuar a usar seu carro até terminar a última parcela do empréstimo.

Caso pague todo o empréstimo, ao fim do contrato, seu carro deixa de estar alienado e volta para o seu nome.

Do contrário, seu o carro poderá ser tomado pelo credor.

Para outros tipos de bens, como imóveis e celulares, o procedimento é o mesmo.

 a dinâmica é a mesma.

Os bancos praticam a taxa de juros mensal em torno de 4% e 6%.

BancosEmpréstimo pessoal (ao mês)
Banco do Brasil6,17%
Bradesco8,43%
Caixa Econômica Federal4,05%
Itaú8,18%
Safra5,90%
Santander7,89%

Taxa relativa aos custos operacionais que o banco recorre para a realização de pesquisa em serviços de proteção ao crédito, base de dados, informações cadastrais, tratamento de dados e demais informações necessárias à contratação de operação de crédito junto à instituição bancária.

Sigla que significa Imposto sobre Operações Financeiras.

Esse tipo de imposto é cobrado para todo empréstimo, e custa 0,38% sobre o valor total do seu empréstimo, além de uma porcentagem de 0,0082% por dia, conforme a quantidade de parcelas que você escolhe pra fazer o pagamento.

Taxa de juros cobrada, conforme análise do seu perfil que não pode ser alterada.