Bxblue Consignado com parcelas que cabem no bolso

A Bxblue é uma plataforma que conecta você a diversas instituições financeiras. Assim, você economiza tempo e compara com facilidade diversas propostas em um lugar só. Nesse sentido, a empresa trabalha junto com diversos bancos: Banco do Brasil, Bradesco, Banrisul, BMG e Cetelem. Com como Daycoval, Olé Consignado, Banco Pan, Safra e Financeira BRB. Os […]

A Bxblue é uma plataforma que conecta você a diversas instituições financeiras. Assim, você economiza tempo e compara com facilidade diversas propostas em um lugar só.

Nesse sentido, a empresa trabalha junto com diversos bancos: Banco do Brasil, Bradesco, Banrisul, BMG e Cetelem. Com como Daycoval, Olé Consignado, Banco Pan, Safra e Financeira BRB.

Os empréstimos da bxblue é na modalidade consignado. Isso significa que as parcelas de pagamento são descontadas automática e diretamente no contracheque ou benefício todo mês.

Como é um crédito para pessoas com renda fixa comprovada, as taxas de juros são as menores do mercado. Além disso, os prazos de pagamento são maiores, podendo chegar a até 96 meses.

Para fazer um pedido de empréstimo consignado na bxblue você primeiro irá entrar no site e clicar em “simular”.

Nos próximos passos você irá informar alguns dados pessoais. Por exemplo, será requisitado seu nome e CPF, ocupação, data de nascimento, email e celular.

Esse mesmo procedimento também servirá caso você deseje um cartão de crédito consignado.

Contudo, apenas pensionistas, servidores públicos, aposentados e trabalhadores com carteira assinada em empresas conveniadas podem pedir o crédito consignado.

Diferenças entre crédito consignado e cartão de crédito consignado

Tanto o empréstimo (crédito) e cartão de crédito consignado seguem as mesmas regras, porém possuem funcionalidades diferentes.

O empréstimo é um valor que você contrata e passa a ter as parcelas descontadas direto na sua folha de pagamento. Ou seja, assim que seu salário ou benefício do INSS cai, a parcela do empréstimo já é descontada.

No cartão de crédito a dinâmica é muito parecida, mas ele funciona como meio de pagamento. Logo, a margem consignável da fatura do cartão é descontada diretamente da sua folha de pagamento.

Ademais, nas duas modalidades há o conceito de “margem consignável”. Isto é, a porcentagem da sua renda mensal que poderá ser descontada automaticamente.

Para cartões de crédito, essa margem é de 5% e para empréstimos é de 35%. Então, quem recebe R$ 2500 tem margem de R$ 125 para cartões e R$ 750 para empréstimos.

Caso sua parcela ou fatura seja maior que a margem consignável, o valor excedente não será descontado diretamente na folha. Logo, você terá que pagar o restante “manualmente” ou nas próximas faturas.

Empréstimos e cartão de crédito consignado: o que se deve avaliar

Antes de mais nada, faça simulações do valor que você precisa e não o máximo que você pode emprestar. Pegar a quantidade necessária é fundamental para evitar arcar com parcelas maiores do que você pode pagar.

Ademais, avalie a taxa de juros, o prazo de pagamento, encargos e multas aplicáveis. É interessante observar se há desconto para pagar parcelas em adiantado.

Nos cartões consignados também é importante você avaliar o valor da anuidade e os programas de benefícios. Lembre-se: contrate apenas o que vai usar.

Afinal, o cartão de crédito consignado pode vir com diversos benefícios. Seja para viagens, descontos em estabelecimentos e muito mais.

Porém, ter um cartão cheio de benefícios, mas que você não usa não faz sentido algum. Pior ainda se você pagar anuidade por isso.