Publicidade

Você já deve ter ouvido essa palavra de conotação forte: crossover, mas você sabe o que ela quer dizer? Se não, nesta postagem falaremos um pouco mais a respeito de seu significado.

Publicidade

Crossover nada mais é que uma técnica utilizada pela literatura e pelas artes e consiste na junção de dois ou mais personagens de universos distintos. Um exemplo disso vimos há pouco tempo com a junção de Vingadores com os Guardiões da Galáxia.

Apesar de parecer uma palavra atual, a técnica crossover já é utilizada há muito tempo, entre um dos maiores exemplos, cito as aventuras de Scooby-Doo com o Bionicão da Hanna-Barbera, e também alguns programas televisivos de nossa cultura, como: Sai de Baixo e Zorra Total.

Claro que, o crossover quando realizado com personagens criados por um mesmo estúdio ou criador, fica mais fácil de criar junções devido aos direitos autorais, agora, quando são de produtoras diferentes, nada mais comum que aconteça acordos para definir os royalties.

O que é Arrowverse?

O Arrowverse ou Arrowverso nada mais é que um ambiente compartilhado entre as séries da Warner que são exibidas por seus canais. Esse nome se deu devido a forma que o universo DC foi se estruturando, a partir da série Arrow ou Arqueiro Verde.

Publicidade

Um dos grandes sucessos da produtora que foi seguido por outras produções, como: Legends of Tomorrow, Flash, Supergirl e Batwoman. Também existem algumas animações do Universo DC sendo inseridos e compartilhando seus universos e, detalhe, John Constantine também tem feito parte desse encontro de heróis.

O que significa Elseworlds?

Diferente do crossover, no Elseworld os personagens são retirados de seus ambientes costumeiros e colocados em universos completamente diferentes, podemos citar como exemplo o que aconteceu com o Hulk em Thor: Ragnarok que foi jogado em um planeta completamente fora de sua realidade.

Quais são os maiores crossovers realizados em séries?

Tudo bem que já falamos sobre algumas séries que se misturaram, mas, ainda existe muito pano para manga, então vamos falar de outras séries que se juntaram em prol do sucesso e deleite de seus fãs.

Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage, Punhos de Aço formam Os Defensores que nada mais é que uma união da Netflix com a Marvel para promover tal encontro de força. No Batman de 1967 já rolava um crossover básico quando reuniu o Homem Morcego, Garoto Prodígio e o Besouro Verde e Kato. Outro Crossover que ficou show de bola foi criado por nosso querido e saudoso Roberto Bolanos no encontro do Chaves com o Chapolin Colorado.

Publicidade

Eis um crossover que poderíamos chamar até de elseworld devido ao fato inesperado da junção de CSI: Crime Scene Investigation com Dois Homens e Meio, é mole? Outro crossover que ficou show de bola foi o encontro dos Simpsons com os Griffins. Como disse, crossover não é de agora e podemos ver isso rolando até mesmo no encontro de Xena e Hércules, olha que foi diversos episódios.

E para encerrar a lista de séries que realizaram crossover, por que não utilizar um exemplo ainda inédito e completamente inesperado. O Scooby-Doo já fez parte de diversos crossovers, no entanto, com a galera do Supernatural, será a primeira vez, pelo menos em nosso universo.

Os melhores crossovers do cinema

Vamos começar nossa lista falando a respeito de Godzilla vs. King Kong de 1962. Essa primeira união chamou atenção pela novidade, mas em termos de qualidade, deixou muito a desejar, isso sem mencionar na falta de sentido da obra. Atualmente, a Warner tem investido em seus monstros e podemos esperar mais para frente alguma coisa vinda por aí por causa de sua Monarch.

Em Deu a louca nos monstros de 1987, podemos conferir os monstros clássicos da sétima arte interagindo entre si, como por exemplo: Drácula, Lobisomem, a Múmia, Franstein, entre outros. Apesar dessa salada monstruosa, o filme tornou-se um clássico e foi dirigido por ninguém menos que Shane Black, responsável por Homem de Ferro 3.

Em uma Cilada para Roger Rabbit de 1988, temos um exemplo bem bacana de crossover com direitos autorais diferentes por causa de suas produtoras “mães”. Neste filme surge diversos personagens animados do universo Disney e da Warner Bros. Entre os acordos, ficou acertado que as cenas que surgisse o Pernalonga, deveria aparecer também o Mickey Mouse e com o mesmo tempo de falas. É mole?

Space Jam de 1996 é com certeza um dos filmes mais doidos e inventivos da década de 90. A Warner Bros, não quis apenas fazer um filme, mas sim, uma obra de arte e diversão. No filme os maiores jogadores de basquete do mundo se encontram com os Looney Tunes para salvar o planeta de monstros intergalácticos. E se não me falha a memória, Marte Marciano está no time adversário, vale a pena conferir.

Publicidade

O cinema nos presenteou com um encontro de peso entre as duas figuras mais clássicas do terror, Freddy e Jason em um filme onde esses dois ícones se enfrentaram, isso aconteceu no ano de 2003 e, mesmo sendo um encontro esperado pelos fãs, o roteiro fraco e as piadas (…) transformaram este encontro em algo que seria melhor se não houvesse acontecido.

Você já deve ter ouvido a expressão: Maria vai com as outras. E por isso, depois da aventura unindo dois ícones do cinema de terror, nada mais comum que unir dois ícones dos filmes da ficção cientifica “Alien vs Predador” de 2004. O filme foi bem aguardado, no entanto, esse crossover não atingiu o resultado esperado e, como sempre, a desculpa foi o roteiro. Mesmo assim, rolou uma continuação que foi considerada ainda pior.

Eis um crossover que chegou para arrebentar a boca do balão, a animação Shrek de 2004, não chegou apenas para fazer sucesso, mas também, revolucionar o mundo das animações. No filme vemos uma reunião de personagens dos contos de fadas muito bem relacionados e com piadas tão sacanas que podemos dizer que esse sucesso é mais para o público adulto. Vale destacar que a animação ganhou diversas continuações e todas de sucesso.

Em 2012, quando a Marvel Studios começou com Os Vingadores, a intenção já era criar uma série de crossovers com seus personagens, transformando as produções ainda mais atrativas para o público e algo que deu muito certo dentro de sua cronologia criativa.

Mais uma animação que juntou personagens de outras produções, desta vez, dos videogames, em Detona Ralph de 2012, em uma das cenas, podemos ver o personagem principal do filme interagindo com vilões de outros jogos, entre eles, Zangief, Mr. Bison de Street Fighter, entre outros.

E para finalizar a lista de sucessos do cinema que criaram ótimos crossovers, Batman Vs Superman – A origem da Justiça de 2016. Claro que a DC Comics não ficaria de fora ao perceber o grande sucesso que a Marvel estava alcançando com seus filmes crossovers e decidiu iniciar a união de seus heróis com os dois mais famosos, Superman e Batman, um filme que dividiu opiniões mas que realizou seu intento: dar início à Liga da Justiça.

Publicidade

E é isso aí pe-pessoal, espero que tenham curtido a explicação e os exemplos. Agora é só esperar pelos próximos crossovers que serão apresentados para nós em um futuro não muito distante, afinal de contas, a união não faz somente açúcar.